respostas: 18

  1. Vadym
    20.04.2020

    “Praticamente não existem 135 correntes ruins” - com certeza. Nas mesmas mentiras japonesas 135 / 2,8 :)

    resposta

    • Não é um bot
      27.04.2020

      Em…. quase todos os noname 135s não são absolutamente contrastantes até f4 (Apenas um sabonete desbotado por todo o quadro), depois de várias falhas com essas “lentes” no secundário eu nem olho para elas.

      resposta

      • Rodion
        27.04.2020

        Sim, é verdade. O mesmo se aplica em princípio a quase todos os nomes conhecidos - especialmente telefotos 135 / 2.8, 200 / 3.5 e larguras 28-35 / 2.8.

        resposta

  2. koba
    20.04.2020

    Dejur

    A DeJur-Amsco Corporation em Shelton, Connecticut e mais tarde em Nova York, foi fundada na década de 1920 por Ralph e Harry Dejour. As primeiras patentes da empresa estão relacionadas a capacitores variáveis ​​usados ​​em rádios.

    Mais tarde, a empresa negociou produtos fotográficos e até fez vários próprios, incluindo uma câmera TLR 6x6. Mais tarde, DeJur também vendeu equipamentos de escritório, incluindo copiadoras e gravadores de voz. A empresa acabou sendo vendida em 1974, quando Ralph Dejour se aposentou.

    A empresa era conhecida por seus equipamentos cinematográficos e também vendia ampliadores fotográficos e medidores de exposição. Eles certamente foram feitos nos EUA e parece que Dejour fez pelo menos alguns deles, ou os projetou e fabricou.

    A DeJur-Amsco também importou câmeras para venda sob sua própria marca de empresas como Neidig e Tōkyō Kōgaku (Topcon). Acredita-se que esta lente, assim como sua versão melhorada Super DeJur 135 / 2.8, foi produzida pela empresa japonesa Makina Optical. Ou seja, uma de duas coisas - é feito pela Topcor ou Makina Optical, por isso é feito em alto nível e, mesmo opticamente, pelos padrões modernos, não atinge o rosto na sujeira.

    resposta

    • Arkady Shapoval
      20.04.2020

      Obrigado!

      resposta

    • Molchanov Yuri
      20.04.2020

      Obrigado!

      resposta

  3. B.R.P.
    20.04.2020

    "Banda elástica" como em Hanimar.

    resposta

  4. Nata
    20.04.2020

    Para os fãs de fotografar em estilo retrô, a lente é perfeita. Dá um belo tom rosa ao fundo. Por exemplo, se você fotografar uma garota entre rosas. E sim - a lente é fácil de controlar.

    resposta

  5. Ustas FritZZZ
    20.04.2020

    De 135mm, meu favorito é Canon FD 135 F2.8 - qualidade, montagem, para-sol embutido, ótima imagem.

    resposta

  6. Valery Nazarkin
    20.04.2020

    Uma lente interessante, o design é agradável aos olhos!))) A propósito, tenho uma câmera Canon 1Ds mark II, posso fazer uma resenha com exemplos de várias óticas que tenho o suficiente)), para um blog se você estão interessados ​​+ Tenho experiência em auto-reparação bastante séria Eu mesmo consertei esta câmera Posso compartilhar pessoalmente algumas das nuances do reparo, se isso for de seu interesse.

    resposta

    • Arkady Shapoval
      20.04.2020

      Sim, vai ser interessante

      resposta

      • Valery Nazarkin
        20.04.2020

        o que é necessário para isso? Posso tirar fotos de teste para mais algumas lentes em alguns dias, mas o que mais é necessário para a publicação? para onde enviar materiais e textos?

        resposta

      • Arkady Shapoval
        20.04.2020

        Eu, todos os meus contatos na seção “Sobre o projeto“. Contacte-me e eu conto-lhe tudo.

        resposta

  7. Sergei
    20.04.2020

    Nome interessante - "Dever".
    Nos tempos soviéticos, a BelOMO produziu a câmera “Duty” para filmar detentos em delegacias - bêbados, sem-teto, hooligans, etc.
    A aura daquela ótica ainda era a mesma...

    resposta

  8. Alexander
    20.04.2020

    Mas o que é... Mais uma vez, uma revisão de uma lente de retrato sem retratos. Bem, pelo menos alguém vivo, por favor. Não confirme o estereótipo de mulheres fotógrafas que só tiram fotos de flores e gatos. E a foto não mostra a natureza do bokeh.

    resposta

    • Trueash
      21.04.2020

      Mas o que é... de novo: “Eu não li, mas eu o condeno”. Ver "Resumidamente", segundo parágrafo.

      resposta

      • Alexander
        21.04.2020

        Dado o Instagram do autor da foto, está longe da “situação” nas ruas. A julgar por essas fotos, a quarentena começou há muito tempo) Então, eu olho e condeno o que vejo.

        resposta

  9. Jankowsky
    22.04.2020

    A julgar pelo design da mecanização e a profundidade de pouso e o diâmetro da lente traseira, é muito semelhante ao clone SIGMA YS Pantel 135 \ 2.8 que tenho em minha coleção e fornece nitidez extrema de 5.6

    resposta

resposta

 

 

em cima
Móvel computador